Saltar para o conteúdo

Análise de sangue Para quê?

O corpo humano é, à sua maneira, "inteligente". Normalmente, quando é afetado por uma doença ou por causa de algo no organismo não está funcionando bem,...

O corpo humano é, à sua maneira, "inteligente". Normalmente, quando é afetado por uma doença ou por causa de algo no organismo não está funcionando bem, tenta se auto-regulamentar , até que já não é capaz de reparar o problema por si mesmo. Só então começa a avisar, a dar sinais exteriores, que chamamos de "sintomas".

O sangue funciona como um "sneak de alarme", o que nos coloca em alerta quando o corpo ainda não o tenha feito. Daí a importância de que nos façamos uma análise de sangue de forma regular, o que nos colocará ao dia de forma eficaz e completa sobre nosso estado de saúde. Este teste de diagnóstico pode dar-nos também a explicação de sintomas que já notamos, os que desconocíamos sua origem.

Quando tens que realizar análises ao sangue?

O seu médico indicar-lhe-á quanto tempo se deve fazer uma colheita de sangue e que tipo de estudo você precisa para controlar o seu estado de saúdegeral, se bem que há pessoas que precisam de um acompanhamento de rotina, como é o caso de:

  • Diabéticos: Não descuidéis vossos análise para controlar os níveis de glicose, triglicerídeos e colesterol. É a forma de saber se você está em plena forma ou precisar de algum ajuste na vossa medicação.
  • As grávidas: Não se salte o calendário de análise que lhe forneceu o seu médico. Tenha em conta que durante estes meses, você pode ter certos desequilíbrios. Controlá-los é muito importante para a saúde do seu bebê e para a sua própria. Também uma análise de sangue se baseia o Teste de Screening, que podem ser obtidos pistas que indicam se é provável ou não que o feto sofra algum tipo de alteração, como, por exemplo, a síndrome de Down.
  • As mulheres na idade da menopausa: após os cinqüenta anos, as mulheres que seguem uma terapia hormonal para aplacar o desconforto da menopausa, o seu médico lhes recomendar também realizar análises ao sangue regularmente para controlar sua saúde geral, pois nesta idade pode aparecer hipercolesterolemia, diabetes, hiper ou hipotireoidismo, entre outros transtornos.

Uma análise de sangue também é a ferramenta básica para o médico na hora de detectar a anemia, leucemia, linfoma, hipercolesterolemia, infecções ou problemas de coagulação. Também se realiza para estudar a saúde do paciente antes e depois de uma intervenção cirúrgica.

Não te confies

Siga as recomendações de seu médico e, embora a doença esteja curada ou estás melhor, não deixe passar mais tempo do que o recomendado entre uma análise de sangue e outros. O motivo é claro: o metabolismo pode se alterar com o passar dos meses, sobretudo se houve alguma mudança no seu estilo de vida, como a alimentação–, se você está fazendo alguma dieta rigorosa, por exemplo–.

Se faz tempo que você não tem nenhum sintoma, não te confies: você pode estar sofrendo de algum problema "silencioso" que ainda não se manifestou.

Não deixe de

Fale com o seu médico e consúltale se é aconselhável fazer uma análise de sangue se:

  • Você tem sintomas como cansaço contínuo, infecções que não são curados, tonturas, falta de memória... Talvez você tem alguma alteração que você tem que estudar.
  • Se você é maior de 40 anos. Para saber como você está, se torne ao menos um por ano. Não deixe, sobretudo se tiver antecedentes familiares.
  • Se você sofre de transtornos relacionados com o metabolismo: diabetes, colesterol alto, etc, Para mantê-los à distância, o médico vai dizer-lhe quando deve fazer-se uma nova análise.
  • Se te sobrarem mais de 10 quilos. Através de uma análise saberá se tem o risco de contrair certas doenças (cardiovasculares, metabólicas, etc.).

Quais são as informações que nos dá uma análise?

A análise de sangue é dividido em uma série de testes que nos permitem saber os valores de diversas substâncias que circulam pelo sangue, como as seguintes:

  • Análise das células (Hemograma): Glóbulos brancos • Glóbulos vermelhos • Hemoglobina • Tamanho e cor dos glóbulos vermelhos • Plaquetas • Sedimentação.
  • Análise química (Bioquímica): Glicose • Colesterol (HDL, LDL) • Creatinina • Uréia • Ácido úrico • Gorduras • Bilirrubina •Transaminases • Fosfatase alcalina.
  • Coagulação: Medição da capacidade do sangue para formar coágulos.
  • Estudo: Consiste em tomar amostras de sangue, que permitam detectar nele a presença de germes que estão causando infecções no organismo e estudar como respondem aos antibióticos.

Em jejum para não alterar os resultados

Basta que bebas ou vírgula qualquer coisa (exceto água), para que os resultados de alguns testes se alterem. Por isso, recomenda-se fazer as extrações de sangue pela manhã, antes do pequeno almoço.

No entanto, não se surpreenda se algum dia for a Urgência e fazem uma análise sem levar em conta quanto tempo passou desde que você comeu: para o hemograma, gasometria e a coagulação, por exemplo, não influencia.

Se o médico lhe pediu, ao mesmo tempo, uma amostra de urina, o que costuma ser comum, não há dúvida de que deverá dirigir-se em jejum.

Tenha sintomas ou não, fazer-se uma análise de forma periódica pode ser muito útil.

Twitter

Análise de sangue Para quê?
Classifique esse post