Saltar para o conteúdo

5 Dietas prejudiciais para o seu organismo

Você acredita em milagres? Não faças isso. Perder peso de maneira defi nitiva é uma corrida de fundo. Por isso, desconfie de qualquer método que lhe prometa...

O famoso "efeito rebote". Quando submetemos o organismo a uma dieta muito baixa em calorias e há uma perda de peso muito rápida, o corpo reage, tornando-se mais eficiente, gastando menos energia, e isso pode causar sérios problemas de saúde e provocar um aumento de peso drástica no momento em que voltam a ingerir quantidades normais de comida. Por sua capacidade para ganhar adeptos, de propagar, de boca em boca, preceitos errados e de perpetuar hábitos alimentares pouco saudáveis, desenmascaramos as dietas mais populares.

DIETA DE ATKINS


Atualmente, não há ninguém no seu perfeito juízo que a recomende, mas nos anos setenta e oitenta, esta dieta baseada no consumo, sem restrição de proteínas e gorduras e a privação quase total de hidratos de carbono, teve seu momento de glória. Foi a primeira _dieta milagro_ em escala planetária. A onipresente Kim Kardashian, que afirma ter perdido em tempo recorde, graças a este plano os 15 quilos extras que ganhou durante a gravidez, voltou a colocá-lo de formação de força de selfi é. No entanto, esta dieta não é nem muito menos nova. Leva já quatro décadas gerando polêmica (e recrutando adeptos), desde que o médico americano Robert Atkins o preenchimento lá pelos anos 70, em seu livro A revolução dieta do Dr. Atkins.


EM QUE CONSISTE? Desafiando todas as recomendações ofi ciales sobre uma alimentação equilibrada e saudável, favorece o consumo de proteínas e gorduras, sem restrição (sim, é permitido comer tanta carne, peixe, ovos e produtos lácteos, como se queira), eliminando quase por completo, pelo contrário, o consumo de hidratos de carbono (não mais de 20 gramas diários em sua primeira fase, a mais rigorosa). Isto DIETA de ATKINS exclui do prato vários alimentos, entre eles a maioria dos legumes e todas as frutas. O autor assegura, em seu livro que _la chave do regime intensivo Atkins reside no metabolismo do corpo. Os carboidratos fornecem a maior parte da energia para os músculos e para o cérebro. Quando escassos, o organismo obtém a energia das gorduras.


Quando se deixa de comer arroz ou pão, consome-se o tecido adiposo, eliminando, assim, os típicos barriga. É dizer, que se baseia na teoria de que, como um organismo sem hidratos falta-lhe a sua gasolina queimará as gorduras armazenadas para obter a energia que precisa. Outro dos argumentos que conquista milhões de seguidores é que as dietas ricas em proteínas produzem saciedade, diminuem a sensação de fome e fazem com que você coma menos.


O QUE DIZEM OS ESPECIALISTAS? Quando o corpo lhe chegam muito poucos hidratos de carbono através da dieta, começa a usar suas reservas (glicogênio). O glicogênio está unido à água no organismo, isso signifi ca que a drástica perda inicial de peso se deve, em grande medida, à perda de água, não de gordura. Uma vez esgotadas as reservas de glicogênio, o corpo começa a utilizar a gordura e o tecido muscular para obter energia. Quando se usa gordura na ausência de carboidratos, o organismo produz substâncias chamadas cetonas. Este estado de cetose ajuda a inibir o apetite, o que faz com que mesmo as pessoas que seguem este regime podem comer o quanto quiserem, na realidade, ingerem menos calorias porque não sentem fome. No entanto, tem importantes implicações na saúde.


QUAIS SÃO OS SEUS RISCOS? É tão desequilibrada que nenhum médico recomenda hoje em dia. A exclusão de alimentos ricos em carboidratos, como cereais (pão, arroz, massas, frutas e legumes, implica que a dieta falta de vitaminas, minerais e fibra de origem vegetal, além de outras substâncias como os flavonóides, carotenóides e outros antioxidantes. Pelo contrário, costuma ser rico em gorduras saturadas e pode ocasionar risco cardiovascular por uma sobrecarga de gorduras e de proteínas. Há uma importante evidência de que as dietas que são altas em gorduras saturadas, contribuem para o aparecimento de doenças do coração e da circulação. As dietas têm que incluir uma variedade de alimentos para proteger o corpo de tais condições. E esta dieta não hace_, assegura a Fundação Britânica do Coração. De fato, o seu criador, o dr. Atkins, morreu em 2003 de um ataque cardíaco. Pesava 116 kg, sofria de insuficiência cardíaca congestiva e hipertensão arterial. Mas há mais: tonturas e dores de cabeça, náuseas, vômitos, dor abdominal, dificuldade respiratória, deterioração, suor forte e mau hálito (quando há um excesso de corpo cetónicos, estes são liberados através da respiração), perda de cálcio...


DIETA DUKAN


O gancho era perfeito: perder muito peso em pouco tempo e sem passar fome. Por isso, pegou a 24 milhões de pessoas em todo o mundo. Até que a comunidade científica se deitou em cima de médico francês e acabou com um bar, que o tornou milionário em um abrir e fechar de olhos. É, possivelmente, um dos planos de emagrecimento mais famosos. Estima-Se que cerca de 24 milhões de pessoas são submetidas a ele. Quem não conhece alguém que tenha feito? Seu criador, o médico francês Pierre Dukan, já vendeu milhões e milhões de exemplares de seus livros que foram traduzidos para 26 idiomas e distribuídos em mais de 60 países.


O QUE DIZEM OS ESPECIALISTAS? Tal foi o impacto social que a comunidade científica declarou guerra: o doutor foi expulso do colégio de médicos e as autoridades lançaram seus avisos oficiais sobre seus riscos. Na Espanha, o Ministério da Saúde incluiu em seu catálogo de dietas milagre, desencorajadas em base a um relatório elaborado pela Associação Portuguesa de Nutricionistas e Nutricionistas que a qualificação de empresas high ca de ineficaz, fraudulenta e desprovido de rigor científico. A OCU se juntou à argumentação, acrescentando que o seu sucesso está em uma feroz campanha de marketing, um site interativo e o apoio de celebridades, mas no fundo é apenas mais uma dieta hiperproteica e desequilibrada.


MONODIETAS


Pode parar um momento e pense: você realmente acha que se existisse algum produto que tivesse a faculdade de quebrar a gordura e retirá-la fora do organismo existiria a obesidade? Não, né? Pois nesse princípio tão disparatado se baseiam a maioria das monodietas que surgem a cada duas por três, com a promessa de nos fazer perder peso fácil e rapidamente... e não voltar a recuperá-lo! Promessas falsas, claro.


QUAIS SÃO OS SEUS RISCOS? São dietas restritivas e desequilibradas, que contribuem para uma baixa quantidade de calorias, de modo que seus riscos são todos os derivados de déficits de macronutrientes. Provocam distúrbios digestivos, mal-estar geral, perda de cabelo, contraturas musculares, amenorréia, insônia, ansiedade, irritabilidade... Além disso, os ingredientes usados são muito diuréticos, o que faz com que perca grandes quantidades de minerais, com a consequente sensação de fraqueza, tonturas, cólicas... Além disso, cada vez que você faz uma dieta deste tipo (estas não costumam ultrapassar os 800 kcal) você perde massa muscular, desce o seu metabolismo e ensinar o seu corpo para segurar a gordura, como se não houvesse amanhã.


DIETAS DE JEJUM


O corpo humano é uma das máquinas mais perfeitas que existe, e é capaz, com a simples ajuda de uma alimentação saudável e equilibrada, de eliminar todas as toxinas que se acumulam no meio do suor, da urina e das fezes. E sem a necessidade de nenhuma dieta de jejum ou desintoxicação, que são simples modas.


QUAIS SÃO OS SEUS RISCOS? O principal risco de dietas não estruturados, baseia-se em desnutrição. Não devemos esquecer que o nosso corpo precisa de um aporte diário de determinados nutrientes, os chamados _esenciales_. A vida será muito difícil nos dias de jejum, porque o corpo não terá a energia necessária para funcionar. Os efeitos são fáceis de imaginar: fadiga, fraqueza, mau humor... Isso no melhor dos casos, em pessoas saudáveis, porque também pode precipitar doenças latentes, a ocorrência de desequilíbrios eletrolíticos ou o desenvolvimento de cetose e alterações metabólicas. O corpo, como o motor de um veículo, se estraga se não lhe fornece o combustível necessário.

5 Dietas prejudiciais para o seu organismo
Classifique esse post